Ministros da CEEAC procuram consenso para implementação de infra-estruturas das TIC

Ministros da CEEAC procuram consenso para implementação de infra-estruturas das TIC
Angola Press


Os ministros das telecomunicações e tecnologias de informação da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) apreciaram, esta quinta-feira, o plano de acção  consensual para a implementação de infra-estruturas de comunicações electrónicas da região.
A implementação do plano permitirá a prestação dos serviços de comunicações electrónicas e a integração das infra-estruturas entre os estados, governos e empresas, além de reforçar a segurança da informação e o comércio electrónico, especialmente em zonas rurais.
O encontro, realizado em modo virtual, apreciou ainda, entre outros documentos, o relatório da comissão de peritos, cuja reunião decorreu terça-feira última e tratou da proposta de priorização dos projectos, o roteiro de implementação e o projecto de declaração sobre o desenvolvimento das infra-estruturas de comunicações electrónicas na África Central.
Segundo o ministro angolano das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, África e, particularmente, a sua região central têm estado a criar condições necessárias, para que o desenvolvimento pretendido seja realizado, de forma sustentável.
Manuel Homem afirmou que, para ser sustentável, é fundamental o investimento em infra-estruturas, tendo em conta que o objectivo é a criação de uma economia digital forte e capaz de permitir maior colaboração económica entre os países da região.
Na óptica do governante, as telecomunicações e as tecnologias de informação têm sido a alavanca na evolução tecnológica e industrial.
"O continente deve continuar a tratar da melhoria das infra-estruturas de telecomunicações, um projecto da agenda 2063, da União Africana, que permitirá uma agenda digital do continente", reforçou.
Angola, adiantou, não pode ficar de fora, tendo já dado passos significativos para dar e ter mais acesso aos serviços digitais como tal.
Neste particular, apontou a recente inauguração do projecto de interligação da rede única africana de fibra óptica.
Os Chefes de Estado e de Governo da CEEAC, reunidos em Janeiro de 2020, em Libreville (Gabão), aprovaram um quadro institucional à sua implementação e o projecto de reforço de capacitação dos Estados Membros, enquadrado no referencial da banda larga e infra-estruturas de apoio a economia digital.
Ao nível do continente africano, a implementação dos programa das instalações da África Central entrou para a segunda fase, com a adopção, em Fevereiro de 2020, de um conjunto de projectos, que vão constituir o plano prioritário de desenvolvimento das infra-estruturas da África, para o período 2021/2030.
O processo de selecção dos projectos foi feito, na visão do quadro da Agenda 2063 da União Africana, que recomenda a criação de infra-estruturas inclusivas e de classe mundial, para assegurar o corredor interligado.
A reunião contou, entre outros, com a participação do comissário para os assuntos políticos, paz e segurança da CEEAC, Mangaral Bante, o representante da União Internacional das Telecomunicações para África Central, Jean-Jacques Massima-Landji,  e o  ministro dos Correios, Telecomunicações e Economia Digital da República do Congo, Léon Juste Imbombo.


Voltar